clique e assine o feed - RSS

Blog da Lu

Assunto do momento: fique por dentro das bicicletas elétricas!

16 maio - Publicado pela Lu em 16/05/2012 às 9:13 em Esporte & Lazer.

Elas são consideradas uma saída estratégica para o trânsito e qualidade do ar das grandes cidades. Pois é, as bicicletas elétricas estão na moda e na mídia! Mas você sabe como escolher uma delas? Como utilizá-las com segurança? Preparei um tira-dúvidas para você começar a se entender melhor nesse novo mundo da mobilidade urbana.

bicicletaeletrica

Existe alguma lei ou norma de trânsito para o uso das bicicletas elétricas?
As normas estão começando a surgir nas cidades. No Rio, em função de um caso recente de multa indevida em uma blitz de Lei Seca, o prefeiro Eduardo Paes já publicou regulamentação autorizando as bicicletas a circularem nas ciclovias, sendo enquadradas nas mesmas orientações das bicicletas normais. Em São Paulo, a regulamentação começa a ser preparada pelo prefeito Kassab e o número de bicicletas elétricas ciculando só faz aumentar.

Eu preciso pedalar a bicicleta elétrica?
Sim, o funcionamento das bicicletas elétricas é híbrido, ou seja, você utiliza uma bateria para movimentar a roda traseira mas, caso ela se esgote, volta ao funcionamento normal, ou seja, só pedalando. Para recarregar as baterias, basta ligá-las à tomada, como você faz com o seu celular.

Elas são realmente ecológicas?
Sim! Embora o descarte das baterias deva ser feito seguindo as normas internacionais (ou seja, em locais próprios e não direto no meio-ambiente), as bicicletas elétricas não utilizam combustível fóssil em nenhuma etapa de seu funcionamento.

Além disso, são incrivelmente econômicas em relação a outros meios de transporte motorizados: você vai gastar apenas R$0,01 por quilômetro rodado. Alguns modelos, os que utilizam baterias de lítio, podem percorrer até 40 quilômetros sem precisar de recarga.

O que é seguro fazer com elas?
Aqui vale um lembrete importante: a bicicleta elétrica não tem a potência de uma scooter. Então, em ladeiras mais íngremes, ela perderá potência. Caso carregue um piloto mais “cheinho”, o gasto da bateria será maior e, claro, curvas arrojadas e corridas estão fora de questão.
A bicicleta elétrica é um convite a um transporte mais suave, relaxante e que ajuda você a fugir do estresse do trânsito!

As regras de segurança devem ser observadas igualmente. Capacetes, luvas e demais itens de proteção são obrigatórios. É preciso também observar todos os acessórios de sinalização, como sinaleiras, farol e retrovisores.

A velocidade máxima permitida em vias públicas é de 25 km/h. E olha só que legal: alguns modelos desligam o motor quando essa velocidade é ultrapassada!

O perigo do trânsito
Apesar de ser um transporte seguro, silencioso e não poluente, as bicicletas elétricas estão expostas a um perigo cultural. O trânsito brasileiro, principalmente em seus grandes centros urbanos, não respeita o ciclista. Portanto, a maneira mais segura de utilizar sua bicicleta elétrica é nas ciclovias de sua cidade!

Modelos disponíveis
No www.magazineluiza.com temos alguns modelos de bicicletas elétricas disponíveis. Confira e entre para essa nova maneira de se locomover em sua cidade!

Tags:
, ,
  • Nivald

    Achei a informação oportuna,sensata, honesta, inesperada;parabens.

  • Ademil s. de pinho

    gostei muito dela é bonita ,acochegante e fofa,so q/ vcs não colocaram o preço,gostaria de saber,vou comentar com minha esposa,tomara q/ ela goste também

  • Nelson

    Como todo veículo, ela tem de ser pilotada com responsabilidade, nas ciclovias ela é bem mais rápida que as bicicletas e oferece perigo se for conduzida sem respeito aos outros ou (o mais comum) sem a necessária habilidade.__Fui vítima de uma dessas que o condutor não teve perícia suficiente para lidar com uma situação de perigo e ao invés de frear, acelerou, causando um acidentre envolvendo 3 ciclistas, 1 pedestre e a própria. Não acho justo clasificarmos o condutor como ciclista pois o veículo tem motor e portanto é motorista ou motociclista. A bicicleta como ela é traduz perfeitamente a ecologia, pois com componentes duráveis e de material metálico decompôe-se naturalmente e de forma rápida, na "elétrica" temos a bateria e um país que não prioriza a educação ecológica. Sei não….pra mim é moto.

  • josivaldo

    ei luiza, vc sabe me dizer se essas bicicletas tb precisam de licenciamento anual, igualmente aos demais veículos?

  • Olá, queridos leitores,

    confiram as bicicletas elétricas disponíveis em nosso site:
    http://www.magazineluiza.com.br/bicicleta-eletric

    beijos,

    Lu

  • antonio dias

    para usar a bicicleta eletrrica é preciso ter a carta de moto?

  • Lu

    Olá, queridos leitores,

    Em nosso site há um texto que esclarece algumas dúvidas que recebemos. Confiram:

    "O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que todos os veículos motorizados, mesmo que sejam elétricos, devem ser devidamente registrados pelos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans), ou pelo município, para circularem em vias públicas. Além disso, o condutor deverá ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dirigir este tipo de veículo.
    Conforme o Art. 57 do CTB os ciclomotores e ciclo-elétricos devem ser conduzidos na faixa mais à direita da pista de rolamento ou na borda da pista, quando não houver acostamento. Além disso, de acordo com Art. 244 do CTB eles não podem circular em rodovias que não tenham acostamento.

    Nenhum jovem com idade inferior a 18 anos pode circular em via pública com um veículo automotor.

    Só pode circular nos lugares onde bicicletas comuns circulam.

    Não ande com ela em rodovias ou entre carros. Não ande no transito ou em lugares onde se exija habilitação.

    Não pode ser emplacada.

    Não ande com o motor ligado por entre pessoas. Nesse caso use apenas os pedais.

    Caso aconteça de no local não ser permitido circular com o motor ligado, desligue-o e passe a utilizar os pedais.

    A utilização deste produto estará sujeita as leis do trânsito em âmbito local ou nacional.

    O fabricante não se responsabiliza pelas mudanças que possam ocorrer nas leis de transito impedindo a utilização deste equipamento ou que exijam alguma documentação do condutor.

    Caso o usuário desobedeça às normas acima, o equipamento poderá ser apreendido pelas autoridades locais e o fabricante não poderá ser responsabilizado por isso."

    Espero ter ajudado.

    Um abraço,

    Lu

buscar
sobre o blog

Todos os dias vou falar sobre as mais recentes tendências da internet,além de trazer muitas novidades sobre os produtos que estão fazendo sucesso pelo mundo.

Leia Mais »

Conheça nosso canal
Conheça nosso canal
  •  
  • Visite o nosso site
  •  
  • Só o Magazine Luiza oferece o melhor conteúdo sobre produtos.

® 2009 Magazine Luiza - Todos os direitos reservados